19.7.10

claramente meus posts REAL LIFE fazem mais sucesso do que meus posts instrospectivos, e eu gosto de agradar meu público, quero ser famosa um dia. nada tem acontecido de divertido ou interessante, então vou fazer um apanhado de #melfacts pra vocês rirem da minha cara.

- essa história eu já contei no twitter, mas vou recontar pra quem não teve a oportunidade de ler: quando eu tava no pré, um dia depois da aula minha mãe ficou conversando com a mãe de um coleguinha meu chamado rodrigo, e conseqüentemente eu fiquei conversando com ele. minha mãe tinha um del rey na época, e eu disse, totalmente orgulhosa da propriedade familiar, "o carro da minha mãe é o rei dos carros :D", ao que o rodrigo respondeu "só se for o rei dos carros feios". foi o primeiro owned da minha vida e eu acho que isso diz muito sobre a pessoa que eu sou hoje.

- quando eu tava na quinta série um menino da minha classe chamado pedro descreveu o que seria a menina perfeita pra ele. ela teria o rosto de uma menina da sala chamada mônica, as pernas de outra menina chamada flora e, err, a minha bunda. foi nesse dia que eu tomei conhecimento do tamanho da minha bunda e foi nesse dia que eu aprendi que minha auto-estima era um lixo. eu odiei minha bunda por muitos anos desde esse momento.

- esse mesmo garoto pedro, quando eu tava na quarta-série, passou semanas e semanas dizendo que eu era muito feia e que meu nariz era horroroso e gigantesco e parecia nariz de bruxa. desde então eu sonho com um plástica no nariz. o pedro foi responsável por muitas das minhas nóias, claramente. acho que ele também é meio culpado por eu me achar feia, juntamente com muitas temporadas de america's next top model.

é isso, tenham um bom dia.

9 comentários:

Ludmila . disse...

Logo se vê que esse Pedro é um viado e entende tanto de mulheres quanto eu entendo de física quântica ou mecânica de fluídos.

ai, ai.

Roxie disse...

Fabinho é o nome do cara responsável pelos meus desastres em amorosos.Você sabe o que é sair no recreio e ficar na sala pedindo pro Fabinho SÓ pegar na sua mão e ser seu namoradinho e ele sair correndo?É, né?Até a terceira série.
Fabinho, seu bicha.Destruiu minha dignidade.

Anne disse...

quando eu tinha 6 anos havia um menino que era namorado de TODAS as meninas da classe - o que, na época, significava apenas dizer que era namorado, nem pegar na mão pegava - menos meu. Um dia eu fui até ele com meu black power 80's - numa escola que só tinha japoneses - e perguntei se ele queria ser meu namorado. Ele respondeu que já tinha muitas namoradas e saiu correndo. Dos 13 aos 24 não vivi sem escova/chapinha, será que tem alguma ligação?

lafemmerompue disse...

eu tenho complexo porque durante todo meu ensino fundamental eu era excluída por ser filha da professora (esse era meu nome, na época). depois, no colegial, passou e eu virei a rainha da orientação sexual que incentivou os amigos a virarem gays tb. hoje em dia todos os meus amigos são gays.
(mas ainda prefiro ser chamada pelo meu nome)

lafemmerompue disse...

vc influenciou ou foi influenciada? acho que vc é das que influenciaram.

mel disse...

epa epa epa, você são todas LÉSBICAS? OOOOOO:


hehe brimques

Anne disse...

só tem sapata aqui, não entro mais nesse blog malfrequentado!

lafemmerompue disse...

eu tb n

mel disse...

é, nem eu